POLÍTICA sansaomachava

PGR remete ao tribunal acusação contra Manuel Chang e três antigos funcionários do Banco de Moçambique

A Procuradoria-Geral da República (PGR) remeteu uma acusação contra o antigo Ministro das Finanças, Manuel Chang, que se encontra preso na vizinha África do Sul desde 2018, e  mais três antigos funcionários do Banco de Moçambique, na passada segunda-feira (9), ao Tribunal Judicial da capital moçambicana, na sequência do esclarecimento dos processos sobre as dívidas ocultas, e absteve-se de acusar dois arguidos.

Manuel Chang, está sendo indiciado pelo Ministério Público de prática dos crimes de:

  • Violação da legalidade orçamental;
  • Corrupção passiva para acto ilícito;
  • Abuso de cargo ou função;
  • Associação para delinquir Peculato;
  • Branqueamento de capitais.

Os três antigos funcionários do Banco de Moçambique, cuja identidade não é revelada pela PGR, cada um deles é incriminado de crimes de abuso de cargo ou função.

Advertisement

A conclusão da instrução preparatória deste processo resulta da colaboração de países tais como a África do Sul, Estados Unidos, Reino Unido, Emirados Árabes Unidos, Líbano, entre outros.

Advertisement
Advertisement
Loading...

Editor chefe do Moz Massoko, empreendedor digital, Trabalho também com marketing de afiliados, nos tempos livres gosto de aprofundar os meus conhecimentos sobre internet Marketing. | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

1 Comentário

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: