POLÍTICA sansaomachava

Daviz Simango Reprova perseguição ao NHONGO “Nenhuma pessoa conseguiu acabar com a guerrilha”

O líder do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), Daviz Simango, alertou que a ordem do Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, de perseguir os Homens armados que aterrorizam a Região centro do país vai ter consequências nefastas, avançou a Voz de América (VOA).

“Temos que olhar a situação (dos ataques) com uma certa seriedade” disse Daviz Simango citado pela VOA.

O presidente do Conselho Municipal da Beira foi mais longe, alertando que em Moçambique ninguém conseguiu ter a proeza de acabar com a Guerrilha.

“Lembrem-se que nenhuma pessoa conseguiu acabar com a guerrilha, pode-se cantar vitoria hoje e amanhã voltar a cantar guerra” acrescentou Simango.

Numa outra abordagem, Daviz Simango alegou que a crise política militar que se vive na região Centre do país, é resultado de um acordo muito mal assinado.

“Os ataques resultam de acordos de paz mal assinados. Não faz sentido que depois de 6 de Agosto, que se assinou o acordo de paz em Maputo, os carros continuem a ser queimados”.

Daviz Simango alertou ainda, que a ordem de perseguição aos grupos armados é uma “caça às bruxas”, que pode criar uma nova onda de deslocados.

“Não pode haver perseguição. Vamos perseguir pessoas inocentes, vamos continuar a destruir o país”.

O líder do MDM observa que Moçambique precisa de uma nova ordem politica para que haja uma paz definitiva, e insiste que

“O país não pode ficar penhorado por ditadores arrogantes que fazem uso abusivo de armas. É preciso criar condições para que este país se reinvente” Sentenciou Daviz Simango.

Loading...

Editor chefe do Moz Massoko, empreendedor digital, Trabalho também com marketing de afiliados, nos tempos livres gosto de aprofundar os meus conhecimentos sobre internet Marketing. | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: